Últimas Notícias

Hamilton vence última corrida do ano e quebra recorde

Vitória de ponta a ponta em Abu Dhabi garantiu ao piloto mais de 400 pontos na temporada

[...]

Leia +

Hamilton vence no Brasil e Mercedes fatura o penta

Com direito a quebra de recorde da pista no treino classificatório, Lewis termina em primeiro, Bottas em quinto e Flechas de Prata cumprem último grande objetivo da temporada: o título do Mundial de Construtores

[...]

Leia +

Em coletiva especial, PETRONAS lança nova linha de produtos Tutela

Além do lançamento, o evento contou com homenagens a Lewis Hamilton e à Fundação Bachiana Filarmônica, que recebeu doações de instrumentos da PLI

[...]

Leia +

Hamilton conquista o pentacampeonato mundial, 364 dias após o tetra

No México, mesmo circuito do último título, britânico crava seu nome como um dos maiores da história da F1, empata com Fangio e agora só perde para Schumacher em número de troféus

[...]

Leia +

EMBARQUE NESSA EXPERIÊNCIA DE VELOCIDADE!

O PETRONAS F1 Experience é uma experiência de Realidade Virtual que vai fazer você se sentir um verdadeiro piloto da equipe Mercedes-AMG PETRONAS!

[...]

Leia +

Com atuação histórica na Turquia, Hamilton é heptacampeão mundial

Publicado por: PETRONAS 16 de Novembro de 2020
Com atuação histórica na Turquia, Hamilton é heptacampeão mundial

Lewis Hamilton é oficialmente o maior campeão da história da F1! Com um desempenho digno das principais corridas de todos os tempos, o #44 atingiu o feito que durante muito tempo se discutiu se seria possível alcançar: sete vezes campeão do mundo. A corrida excepcional e a vitória improvável na Turquia chegam para coroar uma temporada repleta de grandes momentos do piloto, digna de um heptacampeão.

O cenário improvável começou a ser desenhado entre os treinos livres e classificatório. Em algo quase inédito na temporada, a Mercedes viu um de seus concorrentes ser mais rápido nos treinos. Boa parte disso foi devido às condições terríveis da pista turca, que não fazia parte do calendário desde 2011 e foi lavada pouco tempo antes do GP, ficando completamente lisa e sem aderência. Os primeiros movimentos registraram um show de carros girando, pilotos perdendo completamente o controle e saindo da pista.

Durante as entrevistas, muitas críticas. Hamilton foi um dos que mostrou enorme insatisfação com as condições do asfalto e foi bastante duro na cobrança. O recordista em poles conquistou apenas uma 6ª colocação em um treino classificatório com algumas surpresas proporcionadas por esse cenário um tanto quanto caótico.

No dia da corrida, um “extra”: uma forte chuva, não prevista para o horário da prova, deu as caras em Istambul, trazendo ainda mais elementos de imprevisibilidade. Durante a volta de apresentação, dois pilotos perderam o controle e bateram.

Na largada, Hamilton começou seu show e pulou para terceiro. A corrida, como era de se esperar, foi repleta de erros. Todos os pilotos tiveram pelo menos um momento de “escorregada” ou hesitação. Lewis passou grande parte da corrida entre o quinto e sexto lugar, buscando controlar o carro e usando a experiência, sabendo que precisava se manter firme por 58 voltas e não havia motivo para decisões arriscadas em um dia imprevisível.

Em uma prova com tantas nuances e a necessidade de tracionar na medida e no momento corretos, a exigência do motor com picos de força e arranques é bastante específica. O lubrificante PETRONAS Syntium garantiu a qualidade e a proteção que o motor precisava para ter o máximo desempenho, mesmo em um cenário de exigência extrema.

Com a chuva indo embora, os pneus intermediários apareceram nos primeiros pit-stops. Hamilton ia aumentando o seu ritmo e se aproximando das primeiras colocações, enquanto seus adversários perdiam fôlego e não controlavam os carros na pista ou o desgaste dos pneus. E aí apareceu, novamente, a qualidade de um gênio.

Hamilton disse à equipe que conseguiria aguentar os pneus sem fazer uma nova parada e, assim que assumiu a segunda colocação, foi para cima do líder e passou voando para assumir o primeiro lugar na volta 38. A missão, a partir daquele momento, era controlar o desgaste de pneus já bastante gastos e cruzar a linha de chegada.

Dito e feito: com mais de 31 segundos (!) de vantagem, o piloto deixou a briga pelo restante do pódio para trás e cruzou a linha de chegada em primeiro. Após a corrida, era possível perceber os

pneus totalmente “carecas” e absolutamente desgastados, mas que foram suficientes para garantir o hepta “no braço” em uma atuação tão histórica quanto o dia merecia.

Após o término da prova, Lewis chorou copiosamente no rádio da equipe e dedicou o título “a todas as crianças que sonham com o impossível”. O piloto também agradeceu à equipe Mercedes-AMG PETRONAS enquanto ainda se dirigia para posicionar o carro no ponto dos vencedores, que o esperava com uma placa personalizada do heptacampeonato. No pós-corrida, reafirmou o seu agradecimento a todo o time, inclusive o que trabalha na fábrica pela melhoria dos carros, e agradeceu à família e amigos.

O título não é apenas “mais um” e iguala o britânico como o maior campeão da história da F1, ao lado de Michael Schumacher. Mas a temporada também não foi qualquer uma: após ter o começo adiado devido à pandemia, o piloto colecionou atuações incríveis, como essa na Turquia e na primeira vitória, na Áustria; mostrou a solidez e qualidade de um campeão, em vitória maiúsculas como na Bélgica e em Barcelona; superou momentos em que viu os rivais aumentarem o ritmo, como no GP de Eifel; e escreveu até momentos épicos, como a última volta com o pneu furado em Silverstone, garantindo uma vitória para a história. Um campeão completo e merecido, que de quebra bateu o recorde histórico de vitórias nesta temporada.

O título é incontestável e com três corridas de antecedência, após 10 triunfos em 14 etapas. E depois de algum mistério ao longo do ano sobre sua aposentadoria ou renovação, o heptacampeão afirmou que se sente melhor do que nunca e quer continuar a sua história na equipe Mercedes-AMG PETRONAS, buscando aumentar essa escrita hegemônica. Praticamente um “fico” que coroa um dia histórico. Um dia que coroou o “rei” Lewis Hamilton.

Não há comentários.

Últimas Notícias

Hamilton vence última corrida do ano e quebra recorde

Vitória de ponta a ponta em Abu Dhabi garantiu ao piloto mais de 400 pontos na temporada

[...]

Leia +

Hamilton vence no Brasil e Mercedes fatura o penta

Com direito a quebra de recorde da pista no treino classificatório, Lewis termina em primeiro, Bottas em quinto e Flechas de Prata cumprem último grande objetivo da temporada: o título do Mundial de Construtores

[...]

Leia +

Em coletiva especial, PETRONAS lança nova linha de produtos Tutela

Além do lançamento, o evento contou com homenagens a Lewis Hamilton e à Fundação Bachiana Filarmônica, que recebeu doações de instrumentos da PLI

[...]

Leia +

Hamilton conquista o pentacampeonato mundial, 364 dias após o tetra

No México, mesmo circuito do último título, britânico crava seu nome como um dos maiores da história da F1, empata com Fangio e agora só perde para Schumacher em número de troféus

[...]

Leia +

EMBARQUE NESSA EXPERIÊNCIA DE VELOCIDADE!

O PETRONAS F1 Experience é uma experiência de Realidade Virtual que vai fazer você se sentir um verdadeiro piloto da equipe Mercedes-AMG PETRONAS!

[...]

Leia +